Em parte incerta de Gillian Flynn - Opinião


.

Uma manhã de verão no Missouri. Nick e Amy celebram o 5º aniversário de casamento. Enquanto se fazem reservas e embrulham presentes, a bela Amy desaparece. E quando Nick começa a ler o diário da mulher, descobre coisas verdadeiramente inesperadas…
Com a pressão da polícia e dos media, Nick começa a desenrolar um rol de mentiras, falsidades e comportamentos pouco adequados. Ele está evasivo, é verdade, e amargo - mas será mesmo um assassino?
Entretanto, todos os casais da cidade já se perguntam, se conhecem de facto a pessoa que amam. Nick, apoiado pela gémea Margo, assegura que é inocente. A questão é que, se não foi ele, onde está a sua mulher? E o que estaria dentro daquela caixa de prata escondida atrás do armário de Amy?

Com uma escrita incisiva e a sua habitual perspicácia psicológica, Gillian Flynn dá vida a um thriller rápido e muito negro que confirma o seu estatuto de uma das melhores escritoras do género.

Opinião:

Simplesmente brilhante!
Este é o segundo livro da autora publicado em português e se amanhã fosse publicado outro iria imediatamente comprar.
Esta publicação começa por nos prender através de uma misteriosa sinopse que nos leva a imaginar mil e um enredos para o desenrolar deste livro.
Logo nas primeiras páginas fiquei completamente viciada na história das personagens de tal maneira que não conseguia parar de ler. 
Nick Dunne é um homem de 34 anos que após perder o seu emprego em Nova York se vê obrigado a ir viver para o Missouri para ajudar a irmã Go a cuidar da mãe em estado terminal e do pai com Alzheimer em estado avançado. Nick é casado com Amy, um mulher de 39 anos , de boas famílias, rica e personagem inspiradora de vários livros escritos pelos pais constituindo a série "Incrível Amy".
Desde muito cedo começamos a perceber que nada do que cada um dos protagonistas diz é inteiramente verdade. De um lado acompanhamos a versão de Nick no espaço presente ao mesmo tempo que vamos lendo o que Amy escrevia no seu diário desde o dia em que se conheceram. Este tipo de escrita permite-nos contextualizar muito melhor a situação das personagens.
Ao ler o que Amy escreveu acabei por começar a ter menos simpatia por Nick, mas num momento tudo muda e Amy revela quem realmente é. 
Infidelidades, jogos psicológicos, perseguições, mentiras, tudo isto fazem desta histórica única e surpreendente.
O final foi inesperado e completamente imprevisível  E fica apenas a pergunta...Será que conhecemos a pessoa que amamos ao ponto de confiarmos nela cegamente?

One Response to “Em parte incerta de Gillian Flynn - Opinião”

  1. Será uma das minhas próximas compras. *.*

Your Reply